Notícia

Informações sobre o Plano Municipal de Vacinação de Curitiba: Profissionais de Saúde, Linha de Frente e Psicólogas(os)

A esperada vacina para a Covid-19 está mais próxima a cada dia e estamos ansiosas(os) por ela. Da mesma forma existem muitas dúvidas sobre como será esse procedimento. Buscamos responder abaixo algumas questões de Psicólogas(os) e também compartilhar as informações disponíveis:

Quem terá prioridade?

No dia 14 de janeiro de 2021, a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba apresentou publicamente um Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 para a capital. No documento está estabelecida prioridade de vacinação para profissionais da “linha de frente”, como trabalhadoras(es) de Hospitais de referência para atendimento de pacientes com Covid-19, Unidades Básicas de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Centros de Atenção Psicossocial e Centros de Especialidade Municipais, outros Hospitais e Clínicas, além das equipes da Fundação de Ação Social (FAS).

Esses profissionais terão seus dados informados à Prefeitura pelos próprios serviços onde atuam para agendamento da vacina via aplicativo E-Saúde. Ainda, em acordo com o documento, trabalhadoras(es) de Instituições de Longa Permanência de Idosas(os) e outras unidades de abrigamento também terão prioridade e deverão receber a vacina nos próprios locais de trabalho.

Sou autônoma(o) e atuo no atendimento à saúde. Também sou do grupo prioritário?

Ainda na fase 1, está prevista vacinação para “profissionais de saúde autônomas(os)”, atuantes em “clínicas e similares”, cuja informação de registro ativo deve ser encaminhada pelo Conselho de Classe e que deverão receber informações sobre agendamento pelo aplicativo E-Saúde. O documento não traz outras explicações ou detalhamentos sobre esse procedimento.

O que o CRP-PR tem feito em relação a essa informação?

Mesmo antes de ter tomado conhecimento do Plano de Vacinação, o CRP-PR havia se antecipado e oficiado a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS) buscando mais informações em relação à categoria. Ainda sem resposta e após acesso ao Plano pela mídia, o CRP-PR enviou novo ofício com solicitação de informações sobre quais os dados das(os) profissionais serão necessários encaminhar à Secretaria.

Na manhã desta segunda (18), entramos em contato telefônico com a Superintendência de Gestão da Secretaria de Saúde de Curitiba, que informou que os Conselhos Profissionais da área da Saúde serão acionados simultaneamente com mais informações sobre quais dados e como deverá ser submetida a relação das(os) profissionais. Esta comunicação deverá acontecer ainda esta semana.

De todo modo, a fim de que não haja prejuízo às(aos) profissionais, quaisquer que sejam os critérios e processos a serem adotados pela Prefeitura, reiteramos que o CRP-PR está, desde já, pronto para atender as solicitações da Prefeitura de Curitiba e enviar a relação de todas(os) as(os) Psicólogas(os) residentes no município com registro ativo na autarquia. O envio desses dados será realizado de acordo com os parâmetros previstos na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Informações mais precisas sobre definições, agendamentos e procedimentos serão divulgadas amplamente quão logo recebidas da SMS.

Atuo e/ou resido em outra cidade, quais as informações disponíveis sobre a vacinação?

Às(Os) Psicólogas(os) de outros municípios, informamos que também aguardamos retorno de consulta enviada à Secretaria Estadual de Saúde – SESA-PR sobre a vacinação e seguimos monitorando a publicização de outros Planos Municipais.

Por fim, destacamos a posição do Sistema Conselhos de Psicologia, que defende a Vacinação para Toda População como forma de preservação da vida e combate às desigualdades, confira: www.site.cfp.org.br/vacinacao-para-toda-a-populacao