Notícia

Secretaria de Saúde de Curitiba solicita atenção ao aplicativo Saúde Já

A prefeitura de Curitiba informou ao CRP-PR que convocará mais profissionais para vacinação, de acordo com critérios estabelecidos exclusivamente pela Prefeitura. O CRP-PR solicita às(aos) Psicólogas(os) que fiquem atentas(os) ao aplicativo Saúde Já, meio pelo qual as(os) profissionais estão sendo convocadas(os) para a vacinação.

O CRP-PR não tem informações nominais sobre as(os) Psicólogas(os) convocadas(os). No entanto, diante dos casos que nos têm sido noticiados, profissionais que residem em outros municípios parecem não estar sendo convocados. Desta forma:

  • Profissionais que residem e atuam em outros municípios da região metropolitana, sugerimos que busquem informações junto ao seu município quanto ao cronograma de vacinação.
  • Profissionais que residem em outros municípios e atuam em Curitiba (sem CNES ou com CNES com endereço comercial em outros municípios da região metropolitana), sugerimos que busquem informações junto ao seu município de residência quanto ao cronograma de vacinação.
  • Profissionais que residem em outros municípios e atuam em Curitiba (com endereço comercial em Curitiba cadastrado no CNES), sugerimos que entrem em contato com a Prefeitura de Curitiba (41 3350-9000) para informações sobre o cronograma de vacinação.

 

Ressaltamos que as listas enviadas à Prefeitura de Curitiba pelo CRP-PR são geradas automaticamente pelo sistema do CRP-PR conforme dados cadastrais registrados.

Saiba mais sobre a vacinação em Curitiba

Desde o primeiro momento, o CRP-PR reforça que é atribuição exclusiva do município a definição dos públicos a serem vacinados e os critérios para essa vacinação, seguindo os planos Estadual e Nacional de vacinação. No exercício dessa atribuição, a Prefeitura divulgou no dia 24 de janeiro o Plano Municipal de Vacinação de Curitiba, que atribuía aos Conselhos Profissionais o envio de listas com informações das(os) profissionais ativos e registrados.

Considerando a urgência do momento, o CRP-PR procedeu imediatamente os envios à Secretaria Municipal de Saúde: primeiro da lista geral de profissionais ativas(os) residentes no município.

Posteriormente, em resposta a uma demanda da Prefeitura de Curitiba, realizou consulta junta à categoria e repassou à Prefeitura listagens com a declaração de profissionais que atuam como autônomos(as). Mesmo profissionais que preencheram suas informações no formulário depois do prazo estabelecido, tiveram seus dados enviados em remessas complementares.

A Prefeitura de Curitiba iniciou a vacinação de profissionais autônomos da área de saúde com mais de 40 anos, mas não informou qual banco de dados havia sido utilizado para a convocação desses profissionais. A vacinação transcorreu até sua suspensão, em 11 de fevereiro, por solicitação do Ministério Público, em acordo com a Prefeitura, mesmo sem se completar a vacinação do grupo que havia sido convocado. Entretanto, a Secretaria Municipal de Saúde informou que todas(os) que receberam a primeira dose, receberiam o agendamento para a segunda de acordo com os prazos de cada vacina.

O CRP-PR participou de reunião com os demais conselhos profissionais da área da Saúde e com representantes da Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região, Ministério Público Federal, Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, Promotoria de Saúde do Ministério Público Estadual, Defensoria Pública da União, Defensoria Regional de Direitos Humanos e Defensoria Pública do Estado, além das Secretarias de Saúde do Estado do Paraná e do município de Curitiba. Na época, o encaminhamento da reunião foi pela suspensão por cinco dias até que fosse revista a definição de critérios para caracterizar o grupo profissional que teria prioridade na vacinação e seria abrangido pela fase 1. Essa caracterização se concretiza com o lançamento da atualização do Plano Municipal de Vacinação em 05 de março.

Acesse também o nosso FAQ para sanar dúvidas frequentes.