Revista Contato | Visibilidades: o olhar da Psicologia para os movimentos sociais

A defesa dos Direitos Humanos está na base do Código de Ética Profissional do Psicólogo. A profissão reconhece, de longa data, os prejuízos às pessoas causados pelo preconceito, pela violência e pela discriminação decorrentes dele seja ela relacionada às questões étnico-raciais, de gênero, de orientação afetiva-sexual, de classe social ou qualquer outro elemento. Desta forma, é óbvio que as(os) profissionais que acolhem e que têm em sua base teórica e técnica o conhecimento e mecanismos para auxiliar as vítimas das violações aos direitos humanos devem defender irrestritamente estes mesmos direitos. 
O CRP-PR, portanto, cumpre seu papel ao orientar as(os) profissionais e procura oferecer elementos para auxiliar cada um na reflexão acerca da sua prática. Neste início de ano, apresentamos uma série de textos trazendo os temas emergentes em vários movimentos sociais e oferecendo informações acerca das práticas de Psicólogas(os) relacionadas a esses públicos.
A autarquia busca também a valorização e reconhecimento social dos profissionais de Psicologia. Apresentamos ainda algumas das principais demandas da categoria e as ações pelo fortalecimento profissional. Igualmente, o CPR-PR preza pela transparência e responsabilidade na gestão. Saiba mais sobre os resultados da avaliação da prestação de contas da instituição realizada por uma auditoria independente. Os textos são mais que informação: são um convite para que você, Psicóloga(o), venha participar conosco. 

Desejamos um excelente 2019 e boa leitura!

Rolar para cima