Revista Contato: edição maio/junho aborda a luta antimanicomial no Brasil e no mundo

Vivemos tempos de retrocessos. Os direitos conquistados ao longo de décadas estão sendo colocados em xeque por lideranças políticas e por alguns grupos profissionais, trazendo novamente as sombras de um tempo em que a dignidade humana não era prioridade nas políticas de saúde mental e drogas.

 

 

Diante de uma iminente volta dos manicômios (a “nova” Política de Saúde Mental) e do abandono da Redução de Danos como tecnologia de cuidado que se opõe à falida guerra às drogas, nós trouxemos uma edição especial com entrevistas e dados que mostram o estado da arte da saúde mental no Paraná, no Brasil e em alguns países do mundo.

 

 

Mas, as perdas recentes também atingem as(os) trabalhadoras(es), com a extinção do Ministério do Trabalho. Por isso, conversamos com o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho no Paraná, Gláucio Araújo de Oliveira, para entender o papel que esta instituição terá no cenário sem a pasta que foi extinta em 2019 e tinha como algumas funções fiscalizar condições de trabalho e combater situações análogas à escravidão.

 

 

Esta edição da Revista Contato traz ainda informações importantes sobre o processo eleitoral do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), a ser realizado em agosto de 2019, além das já tradicionais e importantes colunas assinadas pela Comissão de Ética, de Orientação e Fiscalização e de Avaliação Psicológica, bem como pela Assessoria Técnica de Políticas Públicas.

 

 

Os tempos são de retrocesso, e por isso convidamos você, Psicóloga e Psicólogo, a se unir a nós nesta luta por uma sociedade mais justa e com respeito ao ser humano.

 

 

Boa leitura!

Rolar para cima