Notícia

Referências Técnicas do CREPOP abordam a atuação de psicólogas(os) na política de Segurança Pública

*Com informações do CFP

O Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP) lançou em novembro as “Referências Técnicas para atuação de psicólogas(os) na política de Segurança Pública”. O documento tem como objetivo discutir a situação da política de segurança pública no Brasil, ao traçar uma crítica à política criminal vigente e aos fenômenos de militarização e judicialização da vida.

Para isso, a publicação versa sobre temas como letalidade, genocídio da população negra, hipertrofia do aprisionamento e discursos de ódio, procurando destacar princípios importantes para a atuação da Psicologia, como a defesa da democracia, dos Direitos Humanos e a participação popular, tomando-os como itens importantes que demarcam o compromisso social da Psicologia.

Inserção da(o) Psicóloga(o)

As Referências Técnicas ressaltam ainda que, por se tratar de uma política pública relacionada a aspectos controversos da sociedade, Psicólogas(os) precisam buscar uma postura ético-política ao serem convocadas(os) a posicionamentos críticos frente às relações de poder que incidem no seu trabalho — assim como para as demandas da população, promovendo os enfrentamentos necessários para a superação das situações de vulnerabilidade aos processos que retificam a seletividade contida em diferentes formas de violência.

Rolar para cima