CRP-PR realiza primeira etapa de Planejamento Estratégico do triênio 2019-2022

Nos últimos dias 2 e 3 de novembro, cerca de 50 pessoas, entre conselheiras(os), colaboradoras(es) das comissões gestoras e funcionárias(os) do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), reuniram-se na sede Curitiba para a realização da primeira etapa do Planejamento Estratégico do triênio 2019-2022.


Segundo Célia Mazza de Souza (CRP-08/02052), presidenta do CRP-PR, o Planejamento Estratégico é um recurso necessário para a organização das ações propostas por um grupo diverso, plural e muito potente. “Não basta termos as propostas de campanha. É preciso harmonizar as propostas com os objetivos da gestão, com a alocação de recursos, de acordo com normas administrativas e financeiras da autarquia”, destaca a conselheira.


A atividade teve início com uma análise de conjuntura provocada pelo Psicólogo Pedro Paulo Gastalho de Bicalho (CRP-05/26077), professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e presidente do Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro (CRP-RJ). Bicalho retomou aspectos históricos da Psicologia no Brasil e observou sua importância para a transformação social, o que confere à ciência e à profissão grande visibilidade no contexto atual.


Em seguida, a socióloga Ana Inês Souza conduziu as atividades sob o método do Planejamento Estratégico Situacional. A equipe presente pôde refletir sobre expectativas para a gestão do Conselho, os principais problemas e desafios a serem enfrentados, nós críticos e objetivos.


Por exemplo, os ataques à Psicologia no cenário político, com ameaças de desregulamentação e precarização da formação, e a defesa dos direitos humanos e das políticas públicas foram lembrados como importantes focos da atuação dos Conselhos Regional e Federal de Psicologia no próximo Triênio.


“O trabalho foi bastante intenso nesta primeira etapa do nosso planejamento estratégico, com muito diálogo e aprendizagem de todas e todos. Iniciamos com análise de conjuntura, a qual nos remete a Paulo Freire:  ‘Num país como o Brasil, manter a esperança viva é em si um ato revolucionário’. Com os grandes objetivos definidos, seguimos firmes no Diálogo, como método e princípio”, analisou a presidenta Célia Mazza de Souza.


As atividades terão sequência em janeiro, após a realização do “Dialogando no Paraná”, quando os objetivos estratégicos serão desdobrados em ações concretas para a atuação do CRP junto à categoria e à sociedade.