Notícia

CRP-PR participa de reunião para debater a PEC 108

Representantes de diversos Conselhos profissionais se reuniram na manhã do último dia 11 na Ordem dos Advogados do Brasil Paraná (OAB-PR) para debater a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 108, que dispõe sobre a natureza jurídica dos Conselhos profissionais. Os 27 participantes trocaram experiências e definiram iniciativas para apresentar aos agentes públicos e à sociedade a importância do trabalho que realizam – o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) foi representado pela Advogada Zenaide Carpanez, assessora jurídica, a jornalista Karla Losse Mendes, assessora de imprensa, e o Psicólogo Ângelo Horst (CRP-08/17007), gerente técnico, além da presidente da instituição, Ludiana Cardozo Rodrigues (CRP-08/14941).

Entre as ações definidas, os presentes acordaram a realização de uma audiência pública com participação de todos os conselhos no dia 14 de outubro, para a qual serão convidados parlamentares paranaenses. Também serão desenvolvidas ações para intensificar o contato com a imprensa sobre a pauta da PEC 108, com interação das equipes de comunicação das entidades envolvidas.

Na reunião, foram destacados pontos como a importância de uma ação conjunta que mostre à sociedade a relevância dos Conselhos, não apenas para a garantia da ética e da qualidade profissional, mas também para a sociedade civil. Além disso, os presentes concordaram com a realização de uma ação conjunta junto aos parlamentares. Ludiana Cardozo Rodrigues, presidente do CRP-PR, ressaltou a importância da divulgação do quanto os Conselhos investem na produção de notas técnicas e nas ações de fiscalização.

A atuação do CRP-PR

 

Somente nos últimos três anos, o CRP-PR produziu nove Notas Técnicas sobre diferentes temáticas e promoveu 170 eventos de orientação à categoria, além de diversas ações de promoção da Psicologia na sociedade e das atividades de orientação e fiscalização. A atuação do Conselho Regional de Psicologia do Paraná garante serviços de Psicologia com qualidade e ética e possibilita transformações na sociedade, como no cuidado da saúde mental e emocional das pessoas, na educação, na justiça, nas empresas e na defesa dos direitos humanos.

 

Saiba mais sobre as atividades do CRP-PR no Relatório de Gestão 2016-2019.

Rolar para cima