Atendimento a pessoas surdas

A respeito da prestação do serviço de Psicologia a pessoas surdas, recomenda-se que a(o) Psicóloga(o) seja fluente em LIBRAS; no entanto, caso não haja profissional disponível para realizar tal serviço, deverá ser garantido o direito do paciente aos atendimentos, mediante o auxílio de um intérprete em LIBRAS. Orientamos que, nesse caso, o intérprete assine um Termo de Compromisso, no qual se responsabilize pela manutenção do sigilo das informações a que tiver conhecimento em decorrência deste vínculo.

Salienta-se que a presença de uma terceira pessoa no setting terapêutico poderá trazer interferências negativas; desta forma, a(o) Psicóloga(o) deverá atentar-se ao manejo técnico diante de tal contexto para que seja oferecido um serviço de qualidade, pautado na técnica, na ética e na legislação profissional.

O Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) disponibiliza em seu site uma lista de profissionais que atendem em LIBRAS, disponível no endereço: crppr.org.br/crp-pr-divulga-lista-de-psicologasos-que-atendem-em-libras/

O cadastramento de profissionais que atendem em Libras pode ser realizado a partir do preenchimento do formulário no link abaixo:

Formulário de Libras

RESOLUÇÃO CFP Nº 010/05 – Aprova o Código de Ética Profissional do Psicólogo.

Rolar para cima