Notícia

O consumo e seus efeitos

Por Ana Carolina Lino Liberato (CRP-08/25927)

Broken, ou como traduzido “Desserviço ao consumidor”, é uma série original da Netflix produzida em 2019 que contém uma temporada com quatro episódios. Cada episódio tem um tema diferente, dentre eles a indústria de cosméticos falsificados, cigarro eletrônico (Vaper), móveis não duráveis e perigosos, e também o ciclo da reciclagem. Alguns pontos são mais voltados para questões do mercado e cultura norte-americanas; contudo, uma característica em comum que independe da localização é que a demanda cria a necessidade de produção, e com isso os fabricantes muitas vezes tentam lucrar ao máximo, sem levar em consideração questões ambientais e da saúde das(os) trabalhadoras(es) e consumidoras(es).

 

A série retrata as consequências do modo de produção atual que sustenta o estilo de vida da maioria da população, e de como isso interfere no meio ambiente, nas relações de trabalho e na saúde das pessoas. A escala de produção e consumo acontece exponencialmente e está sempre a frente da capacidade investigativa e de monitoramento, e mesmo que os órgãos competentes vigiem não conseguem dar conta do volume de transações. A criação de novos produtos é mais rápida do que a fiscalização, além de poder estar ligada a acordos internacionais e diplomáticos. A cadeia de suprimentos é uma esfera gigante, que envolve muitas pessoas e processos, mas que só acontece porque do outro lado existe uma demanda de quem queira, procure e compre determinado produto.

 

Esse ciclo de demanda envolve uma grande escala de produção, desde a matéria-prima até o vendedor da loja. Nesse processo é comum que haja exploração de vários fatores e que as empresas não se responsabilizem pelos dejetos causados por essa produção, e nesse sentido todos esses impactos ambientais e sociais não são colocados em pauta quando o produto está exposto na prateleira. É a reflexão das(os) próprias(os) consumidoras(es) que, insatisfeitas(os) com o modelo atual de produção, procuram por novas formas de consumo, por exemplo, menos exploratórias e mais responsáveis, que orienta o mercado para que se reformulem os meios de produção e se criem novos nichos de consumo e marcas com essa visão. As consequências do consumo diário, assim como do consumo excessivo, trazem resultados severos para todos, e é importante pensar sobre qual é a responsabilidade de cada um em suas escolhas, de onde elas vêm e de como elas impactam na vida de todos.

Rolar para cima