Notícia

Nota de esclarecimento

Desde 2017, o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) tem conhecimento por meio das mídias das atividades do Programa “Direito Inclusivo Assegurado”, que aloca 460 estagiárias(os) de Psicologia e Pedagogia em escolas de Curitiba, sem ter sido acionado, até o presente momento, para averiguar qualquer irregularidade.

Quanto à continuidade do estágio dos alunos de Psicologia, o CRP-PR esclarece que, enquanto estiverem sendo observadas as exigências da lei nº 11.788/2008, a Lei do Estágio, não compete a este órgão a aprovação ou bloqueio dos contratos de estágio. A referida lei rege os estágios em todas as áreas do conhecimento, uma vez que foi sancionada em nível nacional e não pelos Conselhos de Psicologia, e prevê a presença de um “funcionário de seu quadro de pessoal, com formação ou experiência profissional na área de conhecimento desenvolvida no curso do estagiário, para orientar e supervisionar até 10 (dez) estagiários simultaneamente”.

O CRP-PR entende a importância dos estágios na formação acadêmica dos estudantes e atua, em parceria com as Instituições de Ensino Superior, para esclarecer dúvidas e colaborar para que os acadêmicos tenham acesso a experiências enriquecedoras em suas trajetórias profissionais, como esta oferecida pela Secretaria Municipal da Educação de Curitiba.

Rolar para cima