Notícia

No Dia Mundial de Saúde Mental secretaria discute a relação entre saúde e trabalho

A saúde mental depende de vários fatores. Estar empregado, por exemplo, tem um peso na vida das pessoas que vai além da importância financeira: transmite independência, realização pessoal e a possibilidade de fazer novas amizades. Além do lado positivo, é possível que situações vividas no trabalho afetem negativamente a saúde mental do trabalhador. Fatores como a política de gestão de pessoas, as relações competitivas, a submissão dos trabalhadores a chefias autoritárias e o aumento no ritmo de trabalho podem desencadear processos depressivos determinantes na vida das pessoas.

Este ano, durante o dia 10 de outubro, dia Mundial da Saúde Mental, a Secretaria da Saúde escolheu como tema a Saúde Mental do Trabalhador. O foco principal é a conscientização sobre os tipos de influências que o trabalho pode causar nas pessoas. “Um dos principais problemas atuais tem sido o assédio moral. Ao sofrer com essa violência, o trabalhador pode se desestruturar, entristecer e comprometer sua identidade, o que pode chegar a causar doenças físicas e mentais” alerta a coordenadora do programa estadual de saúde mental, Larissa Yamaguchi.

Entre os problemas mentais que podem ser ocasionados pelo trabalho, danos psicológicos como amargura, sensação de vazio, mau humor e irritação. Há também os reflexos no convívio social, como conflitos nas relações familiares, impaciência e agressividade. O quadro pode evoluir para sintomas físicos, como dores no corpo, distúrbios digestivos, alteração do apetite e do sono.

NOTIFICAÇÃO – O coordenador de Centro Estadual de Saúde do Trabalhador, José Lúcio dos Santos, explica que um dos maiores desafios dos profissionais de saúde é identificar problemas de saúde mental decorrentes do trabalho. “Muitas vezes o próprio trabalhador não relaciona o problema que está apresentando com sua atividade profissional e cabe à equipe de saúde identificar e notificar esses casos para que possamos desenvolver políticas públicas voltadas à melhoria das condições de saúde do trabalhador”.

Quem estiver passando por qualquer situação no trabalho que prejudique a saúde mental, deve buscar atendimento inicial na Unidade Básica de Saúde mais próxima de onde mora. A equipe de saúde irá ajudar na identificação do problema e na indicação de tratamento adequado que pode ser feito na própria unidade básica, nos Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) ou nos hospitais credenciados à Rede de Atenção à Saúde Mental do Estado.

Fonte: http://www.sesa.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=3258&tit=No-Dia-Mundial-de-Saude-Mental-secretaria-discute-a-relacao-entre-saude-e-trabalho-

Rolar para cima