Notícia

Mesa Redonda discute “a escuta de crianças e adolescentes”

Na última quarta-feira à noite (14), foi realizada, na sede do CRP-08, a Mesa Redonda “A escuta de crianças e adolescentes”.Participaram da Mesa as psicólogas Terezinha Kulka (CRP-08/06694) e Maria Cristina Antunes (CRP-08/0905) e a assistente social Daraci Rosa dos Santos CRESS-PR/2297. A Mesa Redonda foi coordenada por Cleia Oliveira Cunha (CRP-08/00477).Terezinha Kulka abordou a contextualização histórica sobre a escuta de crianças e adolescentes, fez referência às discussões nacionais sobre o tema e mencionou os direitos garantidos na Constituição Federal, no Estatuto da Criança e do Adolescente e nas Convenções Internacionais.   Maria Cristina Antunes falou sobre o abuso sexual e defendeu a escuta de crianças e adolescentes, no ambiente jurídico, desde que em condições especiais e com profissionais qualificados para essa escuta.E Daraci R. dos Santos lembrou o posicionamento contrário tanto do Conselho Federal de Serviço Social, quanto do Conselho Federal de Psicologia, para o “Depoimento sem Dano”, iniciativa que se refere a escuta de crianças e adolescentes, vítimas de violência, no ambiente jurídico, onde os profissionais da Psicologia e do Serviço Social trabalham com inquirição, intermediando a relação da criança ou adolescente com o juiz, por meio de ponto eletrônico. O evento fez parte da programação das “Quartas-feiras no CRP” de julho que está abordando “A Psicologia em interface com algumas áreas da Justiça”.  
  Integrantes da Mesa Redonda: da esquerda para a direita:  Terezinha Kulka, Cleia Cunha, Daraci R. dos Santos e Maria Cristina Antunes  Muitos interessados compareceram no CRP para acompanhar as discussões  Evento foi transmitido online, através do site do CRP
Rolar para cima