Notícia

Jornada abriu novos horizontes sobre o gerenciamento de pessoas

Nos dias 22 e 23 de julho, o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), por meio da Comissão de Psicologia Organizacional e do Trabalho (CPOT), promoveu a Jornada de Psicologia Organizacional e do Trabalho. O evento contou com diversos profissionais da área que trouxeram experiências pessoais e uma explanação sobre o ambiente profissional, gestão de pessoas, métodos avaliativos e relações pessoais e interpessoais.

Membros da Comissão de Psicologia Organizacional e do Trabalho

Na noite de quinta-feira (22), o Psicólogo Giovanni Coradin (CRP-08/03000) compartilhou seu conhecimento sobre o desenvolvimento de pessoas com as(os) profissionais presentes. Coradin apresentou um panorama sobre o desenvolvimento de pessoas no mundo dos negócios, revelando sua amplitude, bem como o alto potencial no mercado com a chegada de pessoas mais capazes. Para o Psicólogo, há um mix de gerações dentro das organizações e é preciso adaptar-se a elas.

Renzo Oswald falou sobre a ferramenta L.A.B.E.L e sobre o panorama organizacional das organizações

Além disso, falou sobre a importância de se ter políticas claras, que incluem os feedbacks, dentro do ambiente empresarial. “A gestão de pessoas é do gestor e o RH deve atuar como parceiro”, afirma. Finalizou destacando que a(o) profissional que trabalha com desenvolvimento de pessoas deve estar atenta(o) à missão e aos valores da organização e ter muito claras as suas metas. “Desligar o piloto automático e ligar o radar são atitudes fundamentais”, frisou.

Cleyra Lyra abordou a questão do coaching profissional

Já no sábado (23), o evento contou com a palestra da Psicóloga e Coaching Profissional Cleila Elvira Lyra (CRP-08/00025), que falou sobre o ambiente organizacional em 2016. Destacou as mudanças e avanços positivos e negativos da atualidade, dentre as quais encontramos a maior flexibilidade, o aumento nas relações virtuais, maior rapidez no trabalho, profissionais multitarefas e objetividade. Mesmo com todos estes fatores importantes e bons para uma empresa, eles também podem ser prejudiciais para o profissional, gerando pessoas confusas e depressivas, com rompimentos nos projetos pessoas e conflitos de valores. “Alguns conseguem perceber a situação e sair delas sozinhos. Outros precisam da ajuda de um coach”.

Para a Psicóloga, o coaching profissional é importante para auxiliar as pessoas em situações de sofrimento e perda de identidade. “O coaching ressignifica o sujeito para que ele volte a ser o autor da sua vida”, pontua.

Evento contou com público de várias áreas e profissionais renomados da POT

A tarde também contou com as palestras da Psicóloga Eliana Rocha de Paula (CRP-04/04787) e o especialista em avaliação profissional Renzo Oswald, que apresentaram as ferramentas L.A.B.E.L e Mapa e como aplicá-las dentro do contexto organizacional. De acordo com a Eliana, é preciso que a(o) profissional saiba as formas de lidar com os grupos no sistema operacional do Mapa de avaliação, que é uma ferramenta responsável por trazer uma maior precisão nos processos de avaliação profissional, assim como a rotatividade e os problemas que há nos diversos setores de uma empresa.

Logo após, Renzo Oswald trouxe sua visão internacional sobre a gestão de pessoas. Para ele, todas as empresas que passam por problemas são mal dirigidas e possuem problemas com liderança. Por este motivo, ele acredita ser indispensável que a(o) Psicóloga(o) Organizacional tenha uma noção sobre economia e saiba como funcionam as empresas. Oswald também trouxe dados sobre o setor empresarial no Brasil: pesquisas atuais apontam que o país é o 2° em todo o mundo que com mais casos da síndrome de burnout (confira em os dados completos aqui.  http://www.ismabrasil.com.br/img/estresse73b.pdf), causando preocupação e reforçando a importância da(o) Psicóloga(o) dentro de uma organização, principalmente no setor de RH. Para o especialista, “o trabalho que pesa e desgasta é a falta de equilíbrio entre o desafio e a competência”. Por isso, ele estimula as(os) profissionais a ousarem fazer e caminhar ao lado do gestor, promovendo ações que auxiliem no desempenho dos profissionais, gerando maior lucro para a empresa em que atuam.

Ao final do evento, foi aberto um momento de perguntas e respostas entre os palestrantes e profissionais para os que estavam presentes e, também, para os que acompanhavam a transmissão e enviaram suas dúvidas por e-mail.

Rolar para cima