Drogas, Saúde e Democracia: as Políticas sobre Drogas e o Sistema Único de Saúde | 1° Seminário Regional de Pesquisas e Políticas Públicas do CREPOP

ATENÇÃO

A Organização do Simpósio “Drogas, Saúde e Sociedade: as políticas sobre drogas e o Sistema Único de Saúde” informa a mudança de data de sua realização. Ao considerar as consequências e desdobramentos sanitários e epidemiológicos da pandemia de COVID-19 e seguindo as orientações e recomendações dos órgãos oficiais de pesquisa em saúde — em especial a Organização Mundial de Saúde (OMS) — o evento será adiado.

Em função das graves consequências da pandemia, a definição de uma nova data ainda não é possível, no entanto a Organização do evento prevê sua realização entre os meses de outubro e novembro deste ano. Assim que for definida, a nova data será amplamente divulgada.

Salientamos que, acima da frustração pela não realização do simpósio em sua data prevista, deve se sobrepor a preocupação e o cuidado de todos com o controle desta pandemia.

A Organização do evento solicita compreensão e expressa o desejo de que estejam bem e protegidas(os).

As dúvidas podem ser dirigidas ao e-mail do Laboratório de Estudos sobre Drogas e Sociedade da UEM: led.mga@gmail.com

———————————————————————————————————————————————————————————————————————————

Em maio, o Laboratório de Estudos sobre Drogas e Sociedade (LED) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) promove, em parceria com o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), o evento “Drogas, Saúde e Democracia: as Políticas sobre Drogas e o Sistema Único de Saúde”, que vai trazer ao público o debate sobre o tema em diferentes perspectivas, com mesas-redondas e palestras.

Os três dias de atividade também contemplam o 1° Seminário Regional de Pesquisas e Políticas Públicas do CREPOP – promovido pelo CRP-PR após reintegração ao Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas.

O evento acontecerá na Universidade Estadual de Maringá nos dias 27, 28 e 29 de maio e contará com a presença de pesquisadores e especialistas da área. Entre os nomes já confirmados estão Marcelo Semer, Luciana Boiteux, Altieres Frei, Odilon Castro, Daniel Lomonaco, Ingrid Farias, Anderson Matos, Andrea Gallassi, Ana Cecília Villela Guilhon, Luciane Raupp e Maurício Fiore.

Serviço

Data: 27, 28 e 29 de maio

Local: Universidade Estadual de Maringá (Av. Colombo, 5790, Jd. Universitário)

Valores: Para estudantes R$30,00 (digitar o código de recolhimento 5732); Para profissionais e não-estudantes R$50,00 (digitar o código de recolhimento 5733)

Inscrições pelo site: https://www.npd.uem.br/cmp/gr_uem.zul
Instruções: Gerar e pagar o boleto e enviar o comprovante de pagamento com as informações nome completo, CPF e se é da comunidade interna ou externa à UEM para o e-mail led.mga@gmail.com

Programação

*a programação é preliminar e sujeita a alterações 

Dia 27/05/2020

13h30 – Abertura

14:00h às 18:00h – Conferência de AberturaO Estado Democrático de Direito e a questão das drogas na sociedade contemporânea.

Marcelo Semer. Graduação em Direito (1987), Mestrado em Direito Penal (1999) e Doutorado em Direito Penal e Criminologia (2019), ambos pela USP. Juiz de Direito em São Paulo, atualmente em exercício na Seção de Direito Público do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Pesquisador nas áreas de Direito Penal, Criminologia, Processo Penal, Estruturas do Judiciário, Judiciário e Democratização, Judiciário e Mídia. Membro e ex-Presidente da Associação Juízes para a Democracia.

Luciana Boiteux. Graduada e Direito pela UERJ, Mestre em Direito da Cidade (UERJ/2000), e Doutora em Direito Penal (USP/2006). Professora Associada da Faculdade Nacional de Direito (UFRJ). Coordenadora do Grupo de Pesquisas em Política de Drogas e Direitos Humanos. Membro do Conselho Consultivo da REDUC, Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos, e pesquisadora associada ao NEIP, Núcleo de Estudos sobre Psicoativos e ao Colectivo de Estudios Droga y Derecho, CEDD.

Luis Carlos Valois. Juiz de Direito Titular da Vara de Execuções Penais do Amazonas. Mestre e Doutor em Criminologia e Direito Penal pela Universidade de São Paulo – USP. Pós-doutorando em Criminologia na Universidade de Hamburgo. Membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCrim e da Associação de Juízes para a Democracia – AJD.

18h30 às 20h30 – Mesa-RedondaDrogas, Saúde e Sociedade: cartografias e etnografias de usuários de drogas e a atenção em saúde.

Altieres Frei (CRP-08/20211). Psicólogo Clínico, Mestre em Psicologia Clínica pelo Núcleo de Estudos da Subjetividade da PUC-SP, Doutor pela Faculdade de Saúde Pública da USP, colaborador técnico do Conselho Regional de Psicologia do Paraná – CRP 08.

Odilon Castro. Graduado em Serviço Social, Especialista em Serviço Social pela PUC-SP, Mestre e Doutor em Ciências pela UNIFESP – Programa de Saúde Coletiva. Pesquisador nas áreas de Políticas sobre Drogas, Corpo e Trabalho, Tecnologias de Poder e Cidades/Periferia. Diretor do CAPSad do município de Diadema-SP.

Daniel Lomonaco (CRP-04/15019). Psicólogo, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, pesquisador e militante dos direitos dos usuários de substâncias psicoativas, com extensa formação no campo de uso a abuso de álcool e outras drogas.

Dia 28/05/2020

14h às 18h –  Mesa-RedondaPerspectivas em Política, Ativismo e Drogas: as questões de raça, gênero e movimentos sociais no Brasil contemporâneo.

Ingrid Farias. Redutora de Danos e Aceleradora Social. Formada em Licenciatura em Ciências Biológicas e Graduanda em Serviço Social, Especialização em Prevenção a abuso de drogas; Diretora Executiva da Escola Livre de Redução de Danos, Coordenadora de Advocacy do Observatório Feminista do Nordeste. Ativista feminista negra, Antiproibicionista, fundadora da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas – RENFA.

Anderson Matos (CRP-04/10829). Psicólogo, Mestre em Psicologia pela UFMG, Professor universitário, consultor em Políticas Públicas sobre álcool e outras drogas, ativista anti-proibicionista, membro da Marcha da Maconha de Belo Horizonte e Divinópolis, Conselheiro da 16ª. Plenária do CRP MG.

Bruno Müller. Defensor Público do Estado do Paraná (áreas da infância, cível e infracional). Bacharel em Direito pela Faculdade do Largo do São Francisco (Direito – USP). Especialista estrangeiro em Direito Alemão (Universidade de Munique – LMU). Bolsista do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD).

18h30 às 22h30 – Sessão de Comunicações Orais

Minicursos

“Práticas e Perspectivas Internacionais em Redução de Danos”

Ministrado por: Ana Cecília Villela Guilhon (CRP-04/15019). Psicóloga, Doutoranda no Programa de Pesquisa em Ciências da Saúde pela Universidade de Sherbrooke, Quebéc-Canadá. Mestre em História e Filosofa da Psicologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Especialista em Saúde Mental – Atenção Psicossocial Gestão e Pesquisa pelo IPUB/NUPPSAM. Especialista em Psicologia Clínica e Patológica pela Universidade de Paris V – René Descartes. Trabalhadora do SUS, Saúde Mental e Redutora de Danos.

“Redução de Danos e Infecções e Doenças Sexualmente transmissíveis”

Ministrado por: Myro Rolim, Educador Social e Redutor de Danos, Coordenador do Programa de Redução de Danos em álcool e outras drogas, IST/HIV/AIDS, do município de Jacareí, SP. Experiência em educação e no campo de álcool e outras drogas com populações vulnerabilizadas, principalmente população em situação de rua, LGBTQI+, crianças e adolescentes; ex-coordenador do “Projeto Oficinas”, para a SMDHC-SP, no Programa De Braços Abertos, na região da cracolândia, SP. Membro do Movimento Brasileiro de Redução de Danos e do GT álcool e outras drogas da ABRASME, Associação Brasileira de Saúde Mental e da ABRAMD Educação SP. Realizou residência técnica na sala de uso assistido CAS-Balluard e estágio em ações de políticas sobre drogas com foco em RD na ABD – Asociación Bienestar y Dessarrollo de Barcelona, Espanha, e no Projeto de Redução de Riscos e Danos Energy Control, Espanha.

Dia 29/05/2020

8h às 12h – Lançamento oficial do Núcleo Sul da ABRAMD (Associação Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas) e Lançamento dos Seminários do CREPOP – Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-08)

14h às 18h: Mesa de EncerramentoAs pesquisas sobre drogas no Brasil e no mundo: desafios e perspectivas.

Andrea Gallassi. Terapeuta Ocupacional pela PUC-Campinas (2000), Mestre e Doutora pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP, 2006 e 2010), e pós-Doutora pelo Centre for Addiction and Mental Health, da Universidade de Toronto, Canadá. Professora Adjunta IV da UnB. Trabalhou na Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (SENAD), como Coordenadora-Geral de Capacitação. Foi consultora técnica da Coordenação Nacional de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas, do Ministério da Saúde. É coordenadora-geral do Centro de Referência sobre Drogas e Vulnerabilidades Associadas, (CRR/FCE) da UnB.

Ana Cecília Villela Guilhon (CRP-04/15019). Psicóloga, Doutoranda no Programa de Pesquisa em Ciências da Saúde pela Universidade de Sherbrooke, Quebéc-Canadá. Mestre em História e Filosofa da Psicologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF. Especialista em Saúde Mental – Atenção Psicossocial Gestão e Pesquisa pelo IPUB/NUPPSAM. Especialista em Psicologia Clínica e Patológica pela Universidade de Paris V – René Descartes. Trabalhadora do SUS, Saúde Mental e Redutora de Danos.

Luciane Raupp (CRP-07/10050). Possui Graduação em Psicologia pela UFRGS (1999), Mestrado em Psicologia Social e Institucional pela mesma Universidade (2006), Doutorado em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP (2011). Professora permanente do Programa de Pós-graduação em Memória Social e Bens Culturais da Universidade de La Salle e do curso de Psicologia da mesma instituição. Atual Presidente da Associação Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas, ABRAMD. Representante do CRP-RS no Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas do Rio Grande do Sul, CONED-RS. Membro do Fórum de Redução de Danos do Rio Grande do Sul.

Maurício Fiore. Pesquisador do CEBRAP e Editor da Revista Platô: Drogas e Políticas – revista científica da Plataforma Brasileira de Políticas Sobre Drogas – PBPD. Mestre em Antropologia Social pela USP e Doutor em Ciências Sociais pela Unicamp. É autor de “Uso de Drogas: controvérsias médicas e o debate público” e “Drogas e Cultura: novas perspectivas”, entre outros trabalhos.

Rolar para cima