Bloco Bebeu Água Paranaguá | Ação de Redução de Danos

24
Feb
11h
00
Paranaguá
Saída do Bloco Banho de Mar à Fantasia
Praça Rosa Andrade (Praça do Guincho)

Informações

O carnaval é uma das maiores festas populares brasileiras, época em que aumentam os comportamentos de sexo inseguro e uso indevido de drogas, segundo os Boletins Epidemiológicos de AIDS do Ministério da Saúde.

Pelo segundo ano consecutivo, o CRP-PR leva às ruas o Bloco Bebeu Água, e a cidade de Paranaguá fará a ação durante o tradicional Banho de Mar à Fantasia.

A atividade vai levar copos de água e preservativos femininos e masculinos para os foliões se divertirem com segurança. Além disso, serão distribuídos abanos – mais resistentes e duráveis – com informações importantes sobre estratégias para minimizar os riscos do uso de álcool e outras drogas e para promover o sexo seguro.

Se for beber:

– Lembre-se de beber aos poucos

– É bom beber água de tempos em tempos

– Coma alguma coisa antes, durante e depois de beber

– Se beber, não dirija.

E não se esqueça:

– Fique perto de pessoas amigas

– Não é não: carnaval não combina com assédio e violência

– Use camisinha

– Não exagere: permita que seu corpo descanse.

Sobre a Redução de Danos

A Redução de Danos (RD) é uma tecnologia crítica de cuidado muito importante, que visa à promoção de bem-estar e qualidade de vida aos usuários e às usuárias de álcool e outras drogas. Fazer RD em contexto de festas leva o cuidado para o território de uso, sendo possível identificar pessoas que estão iniciando o uso e as que já apresentam um uso regular de substâncias psicoativas e psicodélicas.

Nesta discussão podemos pensar no território, nas diferentes formas de prevenção e proporcionar uma acolhida para os participantes da festa, na perspectiva da Redução de Danos, que tem como preceitos os ideais de liberdade, responsabilidade e protagonismo.

Planejamento Estratégico e Código de Ética Profissional do Psicólogo

Esta ação está alinhada com o Planejamento Estratégico do XVIII Plenário, no eixo “Sociedade”. O objetivo é mostrar que a Psicologia, enquanto ciência e profissão, promove qualidade de vida em todos os seus segmentos.

A ação também se baseia nos princípios fundamentais I, II e III do Código de Ética Profissional do Psicólogo. É fundamental ressaltar, ainda, que não há qualquer tipo de apologia ao uso de nenhuma substância psicoativa, conforme política determinada pela Lei nº 11343/2006, da Redução de Danos.

Para participar da ação, é preciso acompanhar a mesa-redonda “Minha carne é de Carnaval, meu coração é igual: Psicologia, drogas e redução de danos em contextos de festa”, disponível aqui

Rolar para cima