Notícia

Dialogando no SUAS chega ao fim após passar por quatro cidades do Paraná

Neste mês de julho aconteceu o encerramento das quatro etapas do Dialogando no Sistema Único de Assistência Social (SUAS), que passou pelas cidades de Foz de Iguaçu, Ponta Grossa, Guarapuava e Jacarezinho. O evento deu continuidade às etapas realizadas em 2015 que contemplaram as cidades de Cascavel, Umuarama, Londrina, Litoral e Maringá.

Nos eventos deste ano, estiveram presentes a coordenadora da Comissão de Psicologia Social e Comunitária, Solange Leite (CRP-08/09294), e os orientadores fiscais Rafael Gimenes (CRP-08/11542), Milena Poletto (CRP-08/13828), Jefferson Simomura (CRP-08/11521) e Luana Barros (CRP-08/18380), que puderam auxiliar as(os) profissionais com questões que concernem às suas regiões de atuação.

Para Solange, estes eventos são importantes porque cada profissional traz as tensões cotidianas do seu fazer profissional, seus limites dentro do SUAS e as articulações com outras políticas setoriais. “Nós falamos dos caminhos da Psicologia dentro da Assistência Social e dos vínculos, fragilizados ou rompidos, e situações de risco, que podem ser sociais e individuais”, relata.

Passar por diversas regiões fez com que o grupo percebesse as peculiaridades de cada local. Em Foz do Iguaçu, por exemplo, o problema de exploração sexual em regiões de fronteiras é bastante evidente; já em Ponta Grossa, a principal dúvida das(os) profissionais era sobre a produção de documentos com base na Resolução CFP nº 007/03, além da dificuldade em responder às solicitações de perícia psicológica.

Após todos estes meses de trabalho nas cidades do interior, orientando e debatendo sobre a Psicologia no SUAS, a coordenadora Solange Leite acredita que analisar os riscos e os vínculos é essencial no trabalho da Assistência Social. “Trabalhamos com fenômenos sociais, e por este motivo temos que nos articular e buscar conhecimento e fundamentação como os estatutos e leis. É preciso uma grande compreensão de tudo para fazer a intervenção profissional”, finaliza.

 

Nota Técnica

O atual desafio da Comissão de Psicologia Social e Comunitária do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) junto às(os) Psicólogas(os) do SUAS é debater e contribuir para o texto da Nota Técnica com Parâmetros para atuação do profissional de Psicologia no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), que está sendo elaborada pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) por intermédio da Comissão Nacional de Psicologia na Assistência Social (CONPAS). A primeira versão do documento já foi finalizada e, agora, as(os) profissionais se reúnem para sistematizar as contribuições e proposições da gestão 2013-2016 para a segunda versão.

Rolar para cima