Notícia

Dia da Discriminação Zero relembra princípios fundamentais do trabalho do Psicóloga(o)

O dia 1º de março é lembrado como Dia da Discriminação Zero. A data busca estimular a reflexão sobre o direito de todas e todos de viverem de maneira digna e plena, independente de gênero, orientação sexual, raça, etnia, idioma, saúde, situação econômica, religião ou qualquer outra maneira de ser, estar e agir.

A iniciativa partiu da Organização das Nações Unidas (ONU) e visa a mostrar como a discriminação dificulta a consolidação de um mundo mais justo e igual, uma vez que impede a garantia de oportunidades e dedireitos humanos fundamentais, como acesso à educação, à saúde e ao trabalho e todos os demais previstos na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

 

Código de Ética da(o) Psicóloga(o)

Estes valores também são a base dos Princípios Fundamentais do Código de Ética da profissão, que determinam aos profissionais uma atuação sem qualquer tipo de discriminação. É, portanto, papel da(o) Psicóloga(o) promover a qualidade de vida das pessoas e contribuir para a eliminação de “quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

No Dia da Discriminação Zero, o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) reforça a importância e a responsabilidade social dos profissionais da Psicologia na construção de uma sociedade com mais respeito, liberdade e igualdade.

Rolar para cima