Pesquisar
Close this search box.

Notícia

CRP-PR participa da 3ª Edição da Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no SUAS, que potencializa debates sobre a fome, as emergências e desastres e a interseccionalidade nas violências. 

Em sua 3º edição a etapa sul da Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no Suas reuniu em Porto Alegre, nos dias 05 e 06 de julho, pessoas trabalhadoras da assistência social de diversos municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, para participarem de mesas redondas, minicursos e apresentações sobre o trabalho da Psicologia na efetivação dos direitos socioassistenciais. A Mostra, que é promovida pela Comissão Nacional de Psicologia na Assistência Social (Conpas) do Conselho Federal de Psicologia (CFP), foi organizada em parceria com os Conselhos Regionais de Psicologia dos três estados da região Sul do Brasil e teve a participação de mais de 100 pessoas. 

A psicóloga e Vice-presidenta do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) Kathia Regina Galdino (CRP-08/14630) avalia que a potência da realização da Mostra esteve nas falas e minicursos que focalizaram na questão da pobreza, das emergências e desastres e da interseccionalidade que envolve o público atendido nas políticas implementadas pelo Sistema Nacional de Assistência Social (SUAS).  

“A população que a gente atende é atravessada por questões de raça, gênero e etnia. A população indigena, quilombola foram muito afetadas por todo este desastre climático e sociopolítico que ocorreu no Rio Grande do Sul.  E uma das saídas que a gente fomentou foram as estratégias coletivas para fortalecermos as pessoas profissionais do SUAS através do espaço de Fórum, de Controle Social e do Sistema Conselhos”, destaca Kathia. 

Durante a roda de conversa Emergências e Desastres em debate: a Psicologia no Suas, mediada por Kathia Regina Galdino de Godoy (CRP-PR), a psicóloga Ana Pincolini (CRP 07/13629), gerente de serviços estatais da Diretoria de Gestão do SUAS (DGSuas) da Fundação de Assistência Social (FAS) de Caxias do Sul,  trouxe exemplos de 3 momentos históricos de atuação com calamidades e emergências no Suas  nos quais atuou, para retratar problemas tais como: a desinformação da população sobre os direitos que devem acessar em situações de emergência e desastres e a falta de articulação de políticas públicas e dos agentes públicos que executam políticas públicas da Assistência Social com outros setores e com a própria comunidade em situação de emergência e desastre.  

Ana Pincolini destacou como o  Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é o  mecanismo de mapeamento das necessidades e direcionamento das famílias para acesso a outras políticas voltadas ao apoio e redução dos danos causados em situações de emergências e desastres, exemplificando o papel do Atendimento Particularizado (PAIF) para a escuta das famílias atingidas. Ressaltando em outros momentos de sua fala as diferentes formas de atuação de profissionais de Psicologia no Suas.  

A coordenadora de projetos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e da Secretaria Nacional de Assistência Social, Maíra Colares, ressaltou a importância do aspecto orçamentário para o poder público local das respostas para as situações que surgem em situações de calamidade e emergências.” E algo  importante que os municípios tenham aporte financeiro específico para o serviço de calamidade,e que naquele contexto ele vai ter uma possibilidade de flexibilização de procedimentos para conseguir estruturar sua resposta, seja com abrigamento temporário ou outras necessidades que o município tenha que atender”, destacou Maíra durante sua fala da roda de conversa. 

Assista ao vídeo dessa roda de conversa para aprender mais sobre a atuação estratégica de profissionais de Psicologia em situações de emergências e desastres, bem como sobre o papel da articulação de políticas públicas  e a evolução de protocolos e orientações em situações de emergências e desastre: III Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no Sistema Único de Assistência Social – 06/07/2024 – YouTube

Além da roda de conversa sobre as emergências e desastres, houveram as duas mesas temáticas: “A interseccionalidade nas práticas da Psicologia no SUAS no enfrentamento das violências” e a “Fome: a segurança alimentar como uma questão para a Psicologia no SUAS”. Aconteceu ainda a roda de conversa do Fórum de Trabalhadores, que debateu os coletivos como resistência aos desmontes das políticas sociais e a precarização do trabalho e os impactos na saúde das pessoas trabalhadoras do SUAS. A Mostra contou ainda com a apresentação das práticas das profissionais da Psicologia que atuam nos serviços socioassistenciais nos territórios. Em todas as atividades tiveram a participação enquanto debatedores das representações da Comissão de Psicologia na Assistência Social (CPAS) representantes do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR). 

Programação  3ª Edição da Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no SUAS

Quer ficar por dentro dos debates que estiveram na mesa de abertura da Mostra Nacional   de Práticas em Psicologia no Suas assista o vídeos das mesas de abertura e de debate regional, que marcaram o primeiro dia da programação do evento: https://www.youtube.com/live/2ZDIbNV58bU

Para compreender mais sobre a participação das pessoas trabalhadoras do Suas, assista o vídeo dos debates que ocorreram no Fórum de Trabalhadoras do Suas, que ocorreu durante a Mostra e também contou a colaboração de representantes do Conselho Regional de Psicologia do Paraná: https://www.youtube.com/watch?v=QFjna_i5N_g

Fique por dentro das colaborações que profissionais da Psicologia trouxeram durante a mesa de encerramento da Mostra, abordando o tema:  Fome: a segurança alimentar como uma questão para a psicologia no Suas. Assista em: https://www.youtube.com/live/QFjna_i5N_g

Durante a Mostra as pessoas conselheiras e colaboradoras do Conselho Regional de Psicologia do Paraná: Kathia Regina de Galdino de Godoy, Mariane Ranzani Ciscon Evangelista, Carine Suder Fernandes, Tiago Henrique Dolphine Alves, Leila Ribeiro Rubini  e Simone Cristine Gomes (Representante da região Sul da CONPAS) colaboraram com a realização do evento integrando as mesas de debates,  roda de conversas e mediação de minicursos, realizados ao longo dos dois dias de programação. 

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies.