Notícia

Comissão Regional Eleitoral tem a composição definida em Assembleia no CRP-PR

Na foto, da esquerda para direita: Bruno Mori Porreca, Natália César de Brito, Cláudia Cibele Bitdinger Cobalchini e Rafaela Mayer de Moraes.

Os membros que vão compor a Comissão Regional Eleitoral (CRE) em 2016 foram eleitos durante a Assembleia de Deflagração do Processo Eleitoral, que aconteceu no último dia 30 de janeiro na sede Curitiba do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR). A CRE será composta pelos seguintes membros:

Efetivos:

Cláudia Cibele Bitdinger Cobalchini (CRP-08/07915) – Presidente

César Rosário Fernandes (CRP-08/16715)

Rafaela Mayer de Moraes (CRP-08/14068)

Suplentes:

Joyce de Fátima Lozovei (CRP-08/20735)

Natália César de Brito (CRP-08/17325)

Bruno Mori Porreca (CRP-08/16860)

De acordo com o artigo 19 da Resolução CFP n° 004/2015 (Regimento Eleitoral), compete à CRE:

I – estudo das normas contidas neste Regimento e anexo;

II – apropriação do Cronograma Eleitoral e demais instruções divulgados pelas Comissões Regular e Especial do Conselho Federal de Psicologia (CFP);

III – leitura dos Processos Eleitorais de eleições anteriores;

IV – planejamento dos procedimentos para funcionamento das eleições, com vistas ao atendimento das demandas e dos prazos;

V – confecção dos documentos básicos como modelos de Editais, de formulários para inscrição, de cédulas para votos por correspondência, publicização do voto online (esclarecimentos para o voto online), notas informativas, dentre outras regulamentadas pelo anexo;

VI – preparação de lista de questões, se for o caso, para esclarecimentos durante o Encontro com Presidentes das Comissões Regionais Eleitorais (CREs), promovido pelo CFP;

VII – apresentação do Plano de Trabalho com respectivo orçamento à Diretoria do CRP para análise, aprovação e providências; VIII – outras em função das demandas e referentes às suas atribuições.

Com os trabalhos já em andamento, a presidente Cláudia Cibele Bitdinger Cobalchini (CRP-08/07915) diz que “a Comissão Eleitoral Regional assume o compromisso de encaminhar um processo idôneo, com a expectativa de que os candidatos interessados em representar nossa categoria nos próximos anos possam vivenciar o exercício de sua cidadania e gerar condições de nossa profissão responder às necessidades da sociedade brasileira. Estamos disponíveis a conduzir o processo eleitoral com responsabilidade que garanta o direito aos profissionais de elegerem com informação e segurança a nossa próxima gestão”.

Até o início de março, a CRE deve publicar o Edital de Convocação e Inscrição, que levará ao conhecimento da categoria as informações gerais sobre o processo eleitoral, bem como estipulará os critérios para inscrição de chapas, conforme disposto no Regimento Eleitoral. Para as(os) Psicólogas(os) que tiverem interesse em compor chapas para as próximas eleições, o CRP-PR disponibiliza espaço para reuniões, desde que haja disponibilidade de local e a reserva seja feita com antecedência mínima de 48 horas, pelo e-mail eleitoral@crppr.org.br

Etapas do processo eleitoral

Confira, abaixo, todas as etapas do processo eleitoral:

• Assembleia para Deflagração do Processo Eleitoral – já realizada
• Eventos Preparatórios – devem ocorrer até março.
• Pré-Congressos – etapa em que são discutidas e aprovadas propostas para serem encaminhadas ao 9º Congresso Regional da Psicologia do Paraná (COREP), além de eleger delegadas(os) que participam do COREP.  
• COREP – o 9º Congresso Regional da Psicologia (COREP) acontecerá em Curitiba, nos dias 30 de abril e 1º de maio.
• CNP – o 9º Congresso Nacional da Psicologia (CNP) acontecerá em Brasília, entre 16 e 19 de junho de 2016.
• Eleição – acontece na semana em que se comemora o dia da(o) Psicóloga(o) e termina no dia 27 de agosto de 2016.

COREP 2016

Neste ano, os Congressos terão o tema “Psicologia, no cotidiano, por uma sociedade mais democrática e igualitária”. As propostas devem estar de acordo com os três eixos estabelecidos:

Eixo 1: Organização democrática do Sistema Conselhos e aperfeiçoamento das estratégias de diálogo com a categoria e sociedade

Eixo 2: Contribuições éticas, políticas e técnicas ao processo democrático e de garantia de direitos

Eixo 3: Ampliação e qualificação do exercício profissional no Estado de garantir de direitos

Para obter mais informações, acesse o Regimento Eleitoral clicando aqui

Rolar para cima