Pesquisar
Close this search box.

Notícia

CFP revê posicionamento sobre testes psicológicos fotocopiados

Muitos profissionais têm dúvidas com relação ao uso de testes psicológicos fotocopiados, principalmente no caso de alunos da graduação. De acordo com o entendimento da Assessoria Jurídica do Conselho Federal de Psicologia (CFP), a utilização de cópias fere os artigos 28 e 29 da Lei de Direitos Autorais nº 9.610/98, que dizem:

Art. 28. Cabe ao autor o direito exclusivo de utilizar, fruir e dispor da obra literária, artística ou científica.

Art. 29. Depende de autorização prévia e expressa do autor a utilização da obra, por quaisquer modalidades, tais como:

I – a reprodução parcial ou integral;

II – a edição;

Assim, entende-se que a aplicação dos testes pode ser prejudicada se a qualidade estiver comprometida. A utilização de tais fotocópias é, portanto, proibida em qualquer hipótese, mesmo aos acadêmicos.

Vale lembrar que o posicionamento da Comissão de Orientação e Fiscalização do CRP-PR já era o de orientar no sentido de não se utlizar os testes fotocopiados. 

O ofício completo do CFP você encontra aqui

plugins premium WordPress

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies.