Notícia

CFP dá o direito a travestis e transexuais Psicólogos de terem reconhecido seus nomes sociais na carteira de identidade profissional

O Conselho Federal aprovou uma resolução que dá o direito a travestis e transexuais Psicólogos de terem reconhecido seus nomes sociais na carteira de identidade profissional.

A Resolução nº 14 de 2011 assegura que transexuais e travestis de todo o País tenham o direito ao uso do nome social em documentos profissionais, como relatórios e pareceres, e na carteira de identidade profissional, acompanhado do nome civil.

Rolar para cima