COREP e CNP

Propostas aprovadas no 10º COREP estão disponíveis no site em versão preliminar

Neste ano em que as(os) Psicólogas(os) vão às urnas escolher a próxima gestão do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), representantes reunidas(os) no 10º Congresso Regional da Psicologia do Paraná (10º COREP) deliberaram sobre as propostas que nortearão a chapa que vencer as eleições em agosto.

 

Ao todo, foram aprovadas 223 propostas regionais em três eixos: “Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos”, “O diálogo da Psicologia com a sociedade brasileira e suas relações com a democracia e direitos humanos” e “Do Exercício Profissional”. O Caderno de Deliberações preliminar já está disponível no site. 

Direitos Humanos e fortalecimento da Psicologia são destaques no 10º COREP

O 10º Congresso Regional da Psicologia do Paraná (10º COREP) reuniu no último final de semana (06 e 07 de abril) em Curitiba 112 delegadas(os) para debater as propostas apresentadas nos Pré-COREPs – etapas regionais realizadas entre outubro de 2018 e março de 2019.

Divididos em seis Grupos de Trabalho, as(os) representantes de diversos municípios do Estado analisaram 333 propostas de três eixos: “Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos”; “O diálogo da Psicologia com a sociedade brasileira e suas relações com a democracia e direitos humanos”; e “Do exercício Profissional”.

 

Para representar o Paraná no Congresso Nacional da Psicologia (10º CNP) – que acontecerá entre 31 de maio e 02 de junho em Brasília-DF – foram escolhidas 30 propostas e eleitas(os) 25 delegadas(os) de diferentes áreas de atuação. Além disso, a plenária final do 10º COREP escolheu 223 propostas para integrar as diretrizes regionais nos próximos três anos (2019 a 2022). Entre as temáticas, os destaques foram a luta da categoria pela garantia de Direitos Humanos e o fortalecimento da Psicologia – como a articulação de discussões para tornar a psicoterapia privativa de Psicólogas(os) e Psiquiatras, discussão em aberto desde 2009. Diversas propostas mostram a solicitação de posicionamentos bem definidos e de luta pela ampliação de direitos da categoria.

A conselheira-secretária do CRP-PR, Psicóloga Sandra Cristine Machado Mosello (CRP-08/18391), destaca a sintonia entre as propostas e ações já desenvolvidas pelo XIII Plenário com as que foram trazidas durante o 10º COREP em prol da Psicologia: “O Plenário fica muito feliz em ver que as Psicólogas e os Psicólogos estão alinhados para defender uma Psicologia que lute pelos Direitos Humanos e pelo reconhecimento da profissão em nossa sociedade”. Sandra também aponta que muitas propostas solicitam a continuidade de ações em vários eixos, como a descentralização da gestão e a manutenção do envolvimento do Conselho com estudantes e IES (Instituições de Ensino Superior).

O Assessor Técnico de Políticas Públicas do CRP-PR, Psicólogo César Rosário Fernandes (CRP-08/16715) afirma que o encontro é muito importante para a Psicologia. “O COREP representa um espaço de construção coletiva e de exercício democrático fundamental neste momento que vivemos. É uma oportunidade de troca e partilha para a categoria. A Comissão Organizadora e a equipe técnica do CRP-PR dedicaram toda a energia para que o espaço fosse frutífero e potente, para que as delegadas estivessem à vontade para debater e construir as melhores decisões para a Psicologia paranaense”, avaliou.

Estudantes

Os estudantes de Psicologia também marcaram presença no 10º COREP, com direito a voz nos debates. Tatiana Aline Barbosa Santana e Gustavo Henrique Soares dos Santos foram escolhidos para representar o Paraná no 10º CNP – no COREP havia oito estudantes participando. Gustavo, que é membro da Comissão de Estudantes de Curitiba, comenta que a participação dos discentes é essencial para a pluralidade do evento.

“Vamos entrar em contato com as Comissões de Estudante de outras regiões para levar ao CNP a voz de todos”, afirmou. “Este espaço do estudante dentro do CRP é fundamental para uma boa formação, pois nos possibilita entrar em contato com a prática da profissão”, complementa.

CRE divulga edital de convocação para Eleições e inscrição de chapas

A Comissão Regional Eleitoral publicou o edital CRE 001/2019, que convoca as(os) Psicólogas(os) para as Eleições e para a inscrição de chapas que concorrerão à gestão do Conselho Regional de Psicologia do Paraná no triênio 2019 a 2022.

As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até às 17 horas do dia 7 de abril, durante a realização do Congresso Regional da Psicologia (COREP), no próprio local do evento. Até o dia 5 de abril as inscrições devem ser entregues na secretaria do CRP-PR, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17 horas.

As chapas deverão ser compostas por 15 Psicólogas(os) efetivos e 15 Psicólogas(os) suplentes. Confira todos os detalhes no edital.

 

Publicação

Conforme determina o regimento eleitoral, o edital está também afixado na sede e subsedes do CRP-PR, foi publicado em Diário Oficial da União do dia 06 de março e no jornal Bem Paraná no dia 07 de março.

Todo o pedido de informação acerca do processo eleitoral pode ser encaminhado para a CRE pelo e-mail eleitoral@crppr.org.br.

10º COREP tem datas alteradas para 06 e 07 de abril

O Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) informa que as datas do 10º COREP (Congresso Regional da Psicologia do Paraná) foram alteradas dos dias 30 e 31 de março para 06 e 07 de abril devido a um evento cultural de grande porte que será realizado em Curitiba. Como muitas(os) delegadas(os) virão de outras cidades e precisarão de hotéis, a coincidência das datas prejudicaria a qualidade e a logística do COREP.

Sobre o 10º COREP

Os objetivos do 10º COREP são:

a) Promover a organização e mobilização das(os) Psicólogas(os) do Paraná para o desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão;

b) Garantir a participação das(os) Psicólogas(os) no processo de deliberação acerca das ações a serem desenvolvidas pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR), favorecendo e valorizando seu protagonismo e auto-organização em relação às etapas que precedem o Congresso Nacional da Psicologia (CNP);

c) Eleger propostas referentes ao tema do 10º Congresso Nacional da Psicologia (10º CNP) que subsidiem as diretrizes políticas a serem implementadas e/ou reguladas pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) para o próximo triênio (2019-2022);

d) Definir políticas regionais referentes ao tema do 10º CNP para serem encaminhadas ao CRP-PR e por este implementadas;

e) Garantir o espaço de articulação para composição, inscrição e apresentação de chapas que concorrerão ao mandato do XIV Plenário do CRP-PR, na Gestão 2019-2022;

f) Eleger as(os) delegadas(os) para o 10º CNP, que será realizado nos dias 30 e 31 de maio, 01 e 02 de junho de 2019.

Eventos preparatórios

No Paraná, a agenda dos chamados Pré-COREPs conta com eventos a partir de outubro de 2018 até março do próximo ano. Toda(o) Psicóloga(o) com registro ativo e situação financeira regular junto ao CRP-PR (adimplente) pode participar de um Pré-COREP, instância na qual se debatem questões relativas à Psicologia como ciência e profissão, e se candidatar a ser delegada(o) no COREP. Também podem participar estudantes de Psicologia, convidadas(os) e observadoras(es). O direito a voz é garantido a toda(o) Psicóloga(o) e o direito a voto é restrito a um Pré-Congresso da escolha da(o) profissional.

Também é possível enviar propostas online (ver formulário abaixo) para serem apreciadas no Pré-COREP de escolha da(o) Psicóloga(o).  As propostas devem ser orações únicas, sem encaminhamentos, e devem respeitar os eixos previamente estabelecidos (ver abaixo).

Nesta fase são escolhidas(os) as delegadas(os) que irão representar a região no 10º Congresso Regional da Psicologia do Paraná (COREP), na proporção de um delegado para cada duas pessoas presentes.

As discussões e propostas, desde esta etapa, devem estar alinhadas ao tema do 10º Congresso Nacional da Psicologia (CNP): O (im)pertinente compromisso social da Psicologia na resistência ao Estado de exceção e nas redes de relações políticas, econômicas sociais e culturais. Dentro desta temática, as propostas devem estar alinhadas a um dos três eixos definidos pelo regulamento do 10º CNP:

1º:  Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos

2º: O diálogo da Psicologia com a sociedade brasileira e suas relações com a democracia e direitos humanos

3º: Do Exercício Profissional

Rolar para cima