Notícia

Atuação de Psicólogas(os) nas Unidades de Acolhimento do SUAS é tema de pesquisa do CREPOP

*Com informações do CFP

O Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop) do Conselho Federal de Psicologia (CFP) iniciou uma pesquisa, por meio de questionário online, para que as(os) profissionais da categoria possam contribuir com a etapa quantitativa da futura publicação “Atuação de Psicólogas(os) nas Unidades de Acolhimento Institucional do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”. O questionário ficará disponível até o dia 15 de dezembro. Acesse a pesquisa aqui.

A participação é voluntária e consiste na resposta aos itens do questionário composto por questões fechadas e abertas que permitam investigar a inserção das(os) psicólogas(os) nos Serviços de Acolhimento do SUAS. Dados pessoais ou quaisquer informações que possam gerar identificação não serão disponibilizados em hipótese alguma, assegurando a confidencialidade, o sigilo e a privacidade daquelas(es) que fizerem parte da pesquisa.

Além disso, também haverá uma etapa de coleta qualitativa nos Conselhos Regionais de Psicologia (CRPs), de 15 de outubro a 15 de dezembro de 2020. As(Os) profissionais interessadas(os) em participar das entrevistas nos CRPs, por videoconferência, devem preencher o formulário aqui. Esta participação é voluntária e a realização das entrevistas dependerá da disponibilidade de acordo com a agenda do Crepop no Conselho Regional de seu Estado.

Saiba mais sobre o processo de elaboração de referências técnicas do CREPOP


Mais sobre o SUAS

Segundo o Censo SUAS 2018, há 4.260 Psicólogas(os) atuando nos Serviços de Acolhimento Institucional do Sistema Único de Assistência Social. Segundo o SUAS, o acolhimento é realizado em diferentes tipos de equipamentos, destinado a famílias e/ou indivíduos com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, a fim de garantir proteção integral. A organização do serviço deverá garantir privacidade além do respeito aos costumes, às tradições e à diversidade de ciclos de vida, arranjos familiares, raça/etnia, religião, gênero e orientação sexual.

Estão abarcados na pesquisa os seguintes Serviços de Acolhimento Institucional: Abrigo institucional; Casa-Lar; Casa de Passagem; Residência Inclusiva; Serviço de Acolhimento em República; Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora; Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e de Emergências.

Rolar para cima