No Dia Mundial do Meio Ambiente, campanha incentiva a redução do uso de plásticos

A Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu a hashtag #AcabeComAPoluiçãoPlástica para a campanha do Dia Mundial do Meio Ambiente de 2018. Segundo os dados apresentados pela organização, todos os anos são consumidas entre 500 bilhões e 1 trilhão de sacolas plásticas em todo o planeta e, a cada minuto, são adquiridas 1 milhão de garrafas plásticas.

Para a Psicologia Ambiental, campo de estudos que busca empreender esforços em prol da dialética pessoa-ambiente, o comportamento pró-ambiental perpassa, necessariamente, as dinâmicas de consumo vigente. Entre suas principais variáveis, pode-se destacar o altruísmo, as normas sociais e as políticas públicas horizontais, além de incluir o consumo verde ou consumo ambientalmente responsável.

Os pesquisadores desse comportamento apontam uma nova relação com os objetos de consumo, atrelando aos temas pró-sociais e pró-ambientais. A temática pró-social representa uma tomada de decisão consciente em favor de contextos de trabalhos humanizados e iniciativas de coletividade. Neste sentido, demonstra-se a preocupação e a valoração das comunidades e da força de trabalho. Já no âmbito pró-ambiental são identificadas atitudes conscientes que consideram o meio ambiente como um sujeito ativo, pleno de direitos, buscando estratégias sustentáveis e mudanças de hábitos rotineiros – como a troca de plásticos por materiais reutilizáveis.

Para a Psicologia Ambiental, campo de estudos que busca empreender esforços em prol da dialética pessoa-ambiente, o comportamento pró-ambiental perpassa, necessariamente, as dinâmicas de consumo vigente. Entre suas principais variáveis, pode-se destacar o altruísmo, as normas sociais e as políticas públicas horizontais, além de incluir o consumo verde ou consumo ambientalmente responsável.

A correlação entre essas duas temáticas é fundamental para a continuidade da vida. Um exemplo disso é outro dado da ONU, que alerta para as 13 milhões de toneladas de plástico que vão parar nos oceanos todos os anos. Trata-se de um número impressionante e seus impactos qualitativos atingem diversos ecossistemas. Qualquer análise que aborde esse fenômeno como algo isolado demonstra a falta de responsabilidade social e humanitária, ou seja, não é possível descrever que se trata de um quadro exclusivamente relacionado aos responsáveis pelo destino dos resíduos, mas sim uma opção de consumo, uma enunciação de um sistema social e econômico que se sustenta pelo consumismo, opções governamentais e outros fatores presentes.

Tal quadro revela a complexidade e a necessidade de análises sistêmicas, transversais e horizontais sobre o consumo e a disposição de resíduos, atitudes que envolvem o comportamento pró-ambiental. De fato, a mudança é complexa e diversas estratégias podem ser incentivadas, entre elas a sensibilização ambiental, a promoção de ambientes positivos e a incrementação das variáveis do comportamento pró-ambiental nas diferentes políticas e setores da sociedade, além da superação de um modelo hegemônico e com caráter parasitário.

 Texto elaborado pelo Psicólogo Eduardo Chierrito-Arruda (CRP-08/22624), Coordenador da Comissão de Psicologia Ambiental do CRP-PR em Maringá

Fonte: Organização das Nações Unidas
Fonte: Organização das Nações Unidas

Faça a sua parte

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou uma grande campanha de conscientização para reduzir o consumo de itens plásticos. Entre as alternativas que você pode adotar no dia a dia estão:

· Substituir garrafas plásticas por garrafas reutilizáveis;

· Trocar a sacola plástica por uma ecobag, de tecido;

· Carregar um canudo metálico ou biodegradável e recusar os de plástico;

· Usar recipientes próprios em vez daqueles descartáveis, como de isopor;

· Trocar a escova de dentes plástica por uma de bambu.

A ONU também propõe um jogo para espalhar as ações ecologicamente corretas. Você ou sua empresa/escola também podem participar. Escolha uma ou mais atitudes, tire uma selfie ou grave um vídeo e compartilhe nas redes sociais, marcando três pessoas ou instituições para aceitarem o desafio nas 24 horas seguintes. E não esqueça de usar a #AcabeComAPoluiçãoPlástica e #DiaMundialDoMeioAmbiente.

Saiba mais em www.nacoesunidas.org/meioambiente/