CFP lança pesquisa para conhecer atuação da(o) Psicóloga(o) no âmbito da execução penal

Psicólogas(os) que atuam no âmbito da execução penal podem participar, até o dia 17 de julho, de uma pesquisa que visa a mapear a realidade de trabalho e os dilemas ético-profissionais no cotidiano do trabalho destas(es) profissionais.

Os dados da pesquisa do Grupo de Trabalho “Psicologia e Sistema Prisional”, composto por Conselhos Regionais de diversos Estados e pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), servirão de base para a publicação de referências técnicas para atuação de profissionais de órgãos como Tribunal de Justiça, Central de Penas Alternativas, Centrais de Monitoramento Eletrônico, Defensorias Públicas e Ministério Público. São convidadas(os) a  participar Psicólogas(os) que atuam nas esferas estadual e federal dos poderes executivo e judiciário.

Para saber mais, acesse o site do CFP e leia CFP pesquisa atuação da Psicologia na execução penal.